4.27.2010

marinheiros pequeninos



uma foto que traduz este atelier. a doçura com que criaram as personagens e povoaram o barco. gosto de trabalhar com os mais pequenos, surpreendem-nos sempre e custa-me ouvir os mais crescidos dizerem que está feio o trabalho deles. fico sempre um pouco triste porque me recorda alguns adultos que são incapazes de tecer um elogio.

obrigada à Helena e à CM Avis pelo convite.

4.25.2010

do tempo



Em Dia da Liberdade, o nosso Barco navega livremente ao sol de esplanadas. Obrigada a Pais e Filhos por ter sido a vossa escolha

4.21.2010

sopa de letras





A Biblioteca Escolar Mestre de Avis para assinalar o Dia Internacional do Livro, propôs aos meninos do pré-primário, e do primeiro ciclo que escolhessem e desenhassem o livro que mais os encantou.

Numa primeira fase a escolha do M. era muito mais de coração do que de razão, o que me fez dissuadi-lo, porque escolheu todos os livros que eu já tinha ilustrado.

A segunda escolha foi para o livro que andávamos a ler, O Tubarão na Banheira, de David Machado e ilustrado pelo Paulo Galindro e apesar de ter para mim uma memória afectiva, que se prende com o "caderno das palavras difíceis", não por ter tido um, mas por ter acompanhado muitas leituras com um dicionário por perto, também não foi a "nossa" escolha.

Vasculhou-se, folheou-se, rimos com uns, outros já as histórias estavam esquecidas e finalmente o M. escolheu, e para mim muito bem escolhido, O Incrível Rapaz Que Comia Livros, sobretudo numa altura em que ele se revelou um bom leitor.

e sabe bem ver outros meninos nesta aventura dos livros, sobretudo quando os seus abraços são uma espécie de abraços também a nós

4.20.2010

de fresco



com uma nova exposição e um atelier quase à porta, e ainda com muito trabalho para fazer, abraço um novo projecto que espero que gostem dele tanto como eu estou a gostar.

obrigada à Leonor por nos ter incluído na sua lista de livros.

4.16.2010

making of






desta vez o barco vai navegar em águas povoadas de pequeninos marinheiros. de cenário já quase pronto estou ansiosa por ver as personagens que eles vão criar.

4.13.2010

crescer






A Primavera
é o tempo das glicínias
das papoilas
e das flores amarelas nascerem nos campos

É o tempo
de fazer colares de flores

A Primavera é o tempo de te ver crescer

entrelaçar







numa espécie de entrelaçar conciliámos férias e trabalho, corremos o Alentejo, desde o norte, ao litoral, passando por quem na margem esquerda do Guadiana fica.

foi em Monsaraz que conheci uma sra, holandesa, de nome Mizette Nielsen, que em 1974 radicou-se em Reguengos, ocupando-se a tempo inteiro da arte do laneiro.

segredou-me que as mantas alentejanas, reconvertaram-se antes em tapetes devido ao seu peso, mas nem por isso são feitas com menos cuidado e dedicação. confeccionadas em teares de madeira manuais, estas mantas remontam ao século XVI, usadas por pastores para se protegerem do frio, nas imensas pastagens de grandes rebanhos da transumância.

de uma invulgar beleza, é também esta mulher que luta em perpetuar este trabalho ao lado de tecedeiras, que com mestria, trabalham nos teares. o seu sonho é ver esta sua fábrica convertida em museu.

4.12.2010

nomes




duas mulheres, dois nomes, dois ofícios.

eu tinha de escrever sobre a primeira mulher, a Eduarda, que mais uma vez no post anterior fiz o favor de trocar o nome, como fiz nos dois dias em que estivemos juntas. Além de lindíssima, foi incansável. mais uma vez obrigada Nana :)

a outra mulher chama-se Angelina Fernandes e infelizmente porque o tempo não me permitiu, acabei por não a conhecer. vi o seu trabalho e espero que em Maio tenha o privilégio de a conhecer. quem quiser saber mais informações pode consultar on-line a agenda cultural a partir da página 2o

um mundo ao contrário






foram dias verdadeiramente passados de pernas para o ar, e foi num cenário encantatório que a Biblioteca Municipal de Vila Nova de St. André nos recebeu. entre papéis e tintas, colas e tecidos meninos e meninas re-inventaram o barco e a velha, o gato e o macaco. com a participação do Pedro, (a quem roubei algumas fotos), apresentou-se de novo este barco.
À Joana, à Eduarda (Nana) e a toda a equipa que esteve envolvida até na projecção de um pequeno filme o nosso obrigada.

não posso deixar passar sem dizer que vão lá rapidamente connhecer este espaço porque este cenário em breve dará lugar a outro.

em Maio mostrarei uma outra viagem a um outro espaço igualmente bonito.

4.03.2010

2 de abril



Ontem em Dia Internacional do Livro Infantil foi bom ver o "nosso" barco com um destaque no Câmara Clara pelas mãos de Luís Caetano (ainda não disponível na net)

O cartaz escolhido para o International Board on Books for Young People coube à ilustradora Noemí Villamuza, absolutamente delicioso. Que a vida pudesse ser assim igual ao traço e à curiosidade de uma criança.

A DGLB, escolheu a ilustradora Madalena Matoso para assinalar a data, com um cartaz a que a autora nos habituou

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...