2.25.2013

sneak peek


























há um ano ofereceram-me este livro vindo directamente da ARCO, é 100% ecológico, o papel é feito a partir de pedras e é resistente à água.

o ricardo rodrigues convidou-me para participar no "coelho da alice" e sei que da minha parte pode meter água :)

fica só uma espreitadela

an ordinary monday



a minha vida está mais ou menos contada ao minuto e como sou dada a algum esquecimento vejo-me obrigada a escrever tudo numa agenda que já ganhou uma espécie de apêndice porque não cabe tudo na primeira.

convém referir que eu não compro as minhas agendas porque são, já há muitos anos, uma prenda de uma amiga a que se reserva o direito de a escolher. claro que este ano houve protestos. já houve boas gargalhadas. maldita crise.

voltando aos meus afazeres, e neste caso os de segunda feira que são escrever a página infantil do DA, e acreditem ou não, dá imenso trabalho até ao bolso. há muita pesquisa para dar a conhecer o que de diferente se faz por este e pelo mundo fora. os livros que escolho compro-os, não são as editoras que me oferecem. não faço fretes.

numa segunda feira que se queria mais ou menos normal encontrei esta edição limitada da editora espanhola Milimbo, e apesar de não estar à venda em Portugal existem ainda dois exemplares na loja online. é uma edição especial do livro Hansel e Gretel que conta também com uma série de objectos criados pela ilustradora Blanca Helga. vale a pena sonhar um bocado

2.24.2013

achimpa e o novo acordo


Achimpa, de Catarina Sobral, editado pela Orfeu negro, conta-nos a história de um investigador que um dia descobriu num velho dicionário a palavra achimpa, claro. Claro, é que as pessoas também não sabiam onde aplicar a nova, velha palavra. Não sabiam o seu significado nem a que classe de palavras pertencia.
Achimpadamente ao longo do livro vemos de um modo achimposo como cada um a aplica. Um livro divertido para leitores achimpíssimos e que nos leva a reflectir na trapalhada que tem sido o novo acordo ortográfico e em todas as "manifestações" à volta do mesmo.
Quem sabe se achimpa não poderá entrar num novo acordo ortográfico num apelo à língua viva.
Da minha parte posso dizer que a minha wishlist diminui um livro... o que em boa verdade não significa nada.

Por outro lado o M. envolveu-se num alto próprio de epopeia, pois decidiu reler todos os livros e catalogá-los, o que deita por terra a minha catalogação. Deste feito contam-se já 127 livros

há dias cinzentos

há dias em que a vida nos faz parar, nem que seja para pensar. corro. corro demasiado. há semanas que faço 1200 km para voltar a casa, para  estar com a pessoa que mais amo. em boa verdade só estou fisicamente porque o cansaço toma-me o espírito, estou preocupada com o dia seguinte, estou preocupada até com o cansaço que o corpo teima em mostrar. a tua voz ecoa dentro de mim confundindo-se com as vozes de tantos outros meninos que estive ao longo do dia. Não quero isto assim. e sem querer volto à vontade de me ir embora. de não ter de fazer 400 km para te ver.

falta-me tempo. até tempo para vir ao blog e escrever em tom de desabafo. escrevi tantas vezes sobre estes livros, mas sempre na perspectiva do olhar de Maria Keil. Maria Isabel César Anjo morreu. Uma linguagem simples, poética, doce, mostrou  que "O inverno é o tempo já velho". assim foi despediu-se de nós a escritora que foi pioneira em aliar a escrita à ilustração, dando a esta a verdadeira importância e não só meramente decorativa.
A Hipopómatos lembrou-me mais uma vez os "nossos livros"


2.05.2013

11, 11, 11, 11













Fui nomeada pela Cristina, do Divine Shape para um "Liebster award", que serve para divulgar blogs menos conhecidos ou pelo menos com um número inferior a 200 seguidores.
Espero que aqueles que foram nomeados por mim não se aborreçam muito em responder. sim, dá trabalho, principalmente escolher 11 bloggers.

aqui vão as regras: listar onze factos sobre nós próprios; responder a onze perguntas que nos atribuíram; nomear onze bloggers com 200 ou menos seguidores, colocar o link do blog delas neste post e avisá-las sobre o prémio; fazer onze novas perguntas às bloggers que nomeámos para o prémio


11 factos sobre mim

1. É um contrassenso, mas não sei trabalhar sem ser em cima do deadline. Dou por mim a praguejar com a falta de tempo, mas adoro ouvir que era para ontem.
2. De manhã e antes de beber café peço que não falem comigo. Mudou um bocado desde que o M. nasceu.
3. Saber que depois de ter sido mãe, passei a ter uma extensão de mim.
4. Vou sempre ao cabeleireiro lavar a cabeça. Não demoro mais de 20minutos, é lavar e esticar.
5. Desejo voltar a casa, ao sítio onde sou feliz.
6. Detesto invejas e coscuvilhice.
7.Prefiro trabalhar com homens. São mais pragmáticos.
8. Já não saberia ter um patrão e um horário.
9. Gosto de quem me faz rir. Preciso de rir.
10. Adoro margaritas, sushi e pimentos padrón.
11. Há dias em que não me recomendo.

As 11 perguntas que me fizeram

1.Estás farta de...?
Viver aqui…

2. O que gostavas mesmo de fazer na vida era?
Desde pequena que não me lembro de ter tido vontade de ser qualquer coisa que não o que sou e faço hoje. O desenho esteve sempre presente em mim. Já mudei muito. Cresci. Cresço todos os dias. Por vezes sinto uma espécie de “Eduardo Mãos de Tesoura”.

3. O que te apetece dizer ao mundo e nunca tiveste coragem para o fazer?
Mais do que ao mundo a algumas pessoas… mas continuo a não o poder fazer.

4. Para que servem os blogues? O teu e os outros?
Quando criei o primeiro blog foi essencialmente para mostrar o trabalho que fazia, mas depressa diluiu-se em algo mais pessoal. Assumi o meu nome, Reimão, e tem servido em primeiro lugar para mim. Muitas vezes são desabafos, partilhas. de alegrias e ângustias. Todavia e em muitos casos procura ter um lado de descoberta, de objetos perdidos, de histórias mais ou menos peculiares. Apesar de haver alturas em que tenho uma atitude um bocado displicente, mas mais por falta de tempo do que por falta de vontade. Dos outros blogs espero um pouco do mesmo, talvez um reflexo de quem os escreve.

5. Se te saísse o euromilhões, o que farias?
É impossível sair-me o euromilhões… Não jogo nem nunca joguei. Sinto que estou a deitar dinheiro à rua.

6. O que gostavas de mudar no mundo, se tivesses poder para isso?
Um Mundo Novo e um Homem Novo seria o começo.

7. Tens medo de envelhecer, ou a idade é um posto?
Não tenho medo de envelhecer, mas tenho medo da morte e da doença. Não convivo bem com a dor nem com a perda.

8. Um sonho?
Voltar para casa.

9. Marca/designer
Serei sempre uma apaixonada pela Bauhaus e Gropius, talvez porque ainda não consegui interiorizar o “less is more”. Perco-me no pormenor

10. Tens algum vício?
Os livros são talvez o maior vício. Adoro ler, mas também não consigo por de parte o livro enquanto objecto de design. Acho que nunca me renderei aos e-books. Gosto de cheirar os livros, de os sentir. Os livros podem ser a minha ruína

11. Música preferida?
The booklovers, Divine Comedy

11 bloggers
HelenaZália

As minhas 11 perguntas:
1. Se te pedissem para inventares um personagem como seria
2. Um sonho que gostasses de ver realizado a curto prazo, já que sonhos todos temos…
3. Qual é o primeiro nome que te vem à cabeça
4. Com a velha máxima “se soubesse o que sei hoje”, o que mudarias
5. Que livro oferecerias a um(a) amigo(a)
6. Um vício
7. Se pudesses escolher a vista da tua janela qual era
8. Melhor falador(a) ou melhor ouvinte
9. Uma música que ouças quando estás mais nostálgico(a)
10.  Um desabafo
11.  Qual é a melhor lembrança que tens da tua infância 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...